EMEI Jardim Monte Belo – um lugar pra ser feliz!

Por Professora Karina Cabral

A construção do terrário começa a delinear o projeto para as crianças. E, como eu esperava, começou a fomentar dezenas de perguntas! Essas perguntas serão o motor do projeto, o que vai motivar e guiar o nosso estudo.

Ainda não deu para conseguir a concentração das crianças para outra coisa que não fosse observar o terrário. Não faz mal! É assim mesmo que o projeto, que nasceu de uma ideia minha ao observar as necessidades e interesses delas, vai ganhando forma, e e tornando NOSSO – meu e das crianças.

Seguem os próximos capítulos da nossa novela… 🙂 Que, ainda bem, está tendo muitos espectadores!

DIÁRIO DO PROJETO – DIA 3 – 30 DE AGOSTO DE 2011

Atividades – Confecção do terrário, conversa com a diretora sobre o projeto.

Hoje todo mundo já chegou falando do terrário! A Ludmila, a Sandrinha, a Letícia e a Karina trouxeram carvão, e a Roberta trouxe um monte de tatu-bolinha dentro de um potinho. Na hora do parque, todo mundo ajudou a peneirar areia e separar pedras.

Na sala, a gente leu de novo a receita do terrário pra ver se não estava faltando nada. Separamos todo o material e começamos a montar.

Vejam só o passo a passo:

  1. Lavar bem o vidro com água e sabão e desinfetá-lo com álcool, para o terrário não criar micróbios e fungos; 
  2. Colocar uma camada de cerca de 3 centímetros de pedrinhas de aquário ou pedriscos pequenos;   
  3. A seguir, colocar mais uma camada de cerca de 3 centímetros de areia; 
  4. Em cima da areia, colocar uma camada de 2 centímetros de carvão moído;  
  5. Em cima do carvão colocar terra vegetal em uma camada bem grossa; se necessário, regar a terra com água;      
  6. Abrir buracos na terra e colocar algumas plantinhas pequenas de jardim;
  7. Colocar também os bichinhos que forem recolhidos;
  8. Fechar o vidro com um plástico grosso e elástico, e fazer furinhos no plástico com um palito de churrasco, para entrar um pouco de ar;   
  1. Pronto! Seu terrário está montado!

Na hora de recolher a terra, as plantinhas e os bichinhos, nós demos a volta na praça em torno da escola e pegamos várias espécimes. A Magna e a Gecilda, agentes escolares, acompanharam a gente. Foi bem legal o passeio, porque a gente nem sabia que tinha tanto jardim assim perto da gente! Recolhemos terra, plantinhas, caracóis, tatuzinhos, minhocas… E até um grilinho bebê! Vimos borboletas, formigas… E tudo com muito cuidado, pra não machucar as plantas, bichinhos, e nem a gente mesmo.

Todo mundo ficou contente de ver o terrário pronto, e agora podemos trazer mais bichinhos!

Depois do terrário pronto e arrumar toda a bagunça que ficou na sala, a gente chamou a diretora Regina pra falar do nosso projeto e pedir pra ela ajudar a gente a fazer uma excursão para um lugar onde seja possível estudar mais os bichos. A Karina disse que pesquisou três lugares legais pra ir: um borboletário, em Osasco; a Cidade das Abelhas, em Embu, e o Instituto Biológico aqui em São Paulo mesmo, lá no bairro da Vila Mariana.

A Regina explicou que a gente pode ir sim, mas fazer uma excursão é uma coisa complicada, quase uma viagem mesmo! Tem que pensar no transporte, tem que ver como vamos pagar o passeio, ligar lá no lugar que vai nos receber e ver que dia a gente pode ir, tem que pensar no lanche, e também pedir para os pais deixarem a gente ir, assinando um papel chamado “autorização. Ela disse que vai nos ajudar pra dar tudo certo e a gente poder ir.

A Regina contou que viu uma reportagem na TV sobre o Instituto Biológico e que as crianças simplesmente amam ir lá! Ela contou que dá pra ver um monte de insetos, e que tem até corrida de barata! Ela disse que se der certo, ela quer ir com a gente no passeio também.

A Regina também contou que ela adorou o terrário, e que na outra escola dela tinha um para estudar os girinos, e como eles viram sapos. Ela disse que o terrário é um mini-mundo, e que ela ficou contente com nosso estudo. 🙂

Tomara que os bichinhos gostem da nova casa deles, e se divirtam muito lá!

DIÁRIO DO PROJETO – DIA 4 – 31 DE AGOSTO DE 2011

Atividades – Observação do Terrário, Leitura de Poema

Todo mundo que chegava ia direto lá no terrário ver como os bichinhos estavam!

Os personagens do nosso terrário começaram a aparecer… Um grilinho bem minúsculo ( a Ludmila acha que é um gafanhoto )…


Minhocas, e até uma minhoca bebê…

Um monte de caracóis, e também um caracol bebê que fica pendurado na mãe dele…

Os tatuzinhos de bola, que ficam se escondendo nos cantinhos…

Uma abelha morta, que a Bianca da sala da professora Silvia achou no parque e trouxe pra nós…

E a Karina colocou o terrário na mesa pra todo mundo poder ver de perto. Foi bem legal!

Hoje nós lemos um poema da Cecília Meireles sobre jardim, que se chama “Leilão de Jardim”. Antes a gente já tinha lido ele, mas como agora a gente tem jardim, ficou bem mais fácil entender o poema. A Karina falou que vai colocar ele num cartaz bem bonito pra gente ficar lendo, perto do terrário.

Hoje choveu muito, e a gente percebeu que essa história de deixar o terrário fechado não está dando muito certo. Os bichinhos parecem ficar perto dos buraquinhos pra poder respirar. E como a gente aprendeu nas receitas, a gente precisa ficar de olho pra ver se eles estão bem. Foi então que a professora Silvia foi nos visitar, e disse que seria legal colocar um pedaço de tule no vidro, porque é um pano todo furadinho, só que os furinhos são pequenos e os bichinhos vão respirar, mas não vão escapar. Todo mundo adorou a ideia! Depois de colocar o tule, eles ficaram na terra bem mais sossegados.

A professora Silvia disse pra nós que mora em um lugar com bastante mato, e lá tem os bichos que a gente quer tanto conhecer – o bicho-pau, o bicho-folha, o louva-a-deus. Ela disse que vai trazer, se conseguir pegar um! Tomara que ela consiga.

Muita gente trouxe calendários, a Meire até deu uma caixa cheinha deles. A Maria deu um livro sobre bichinhos, e todas as agentes escolares estão ajudando trazendo material pra gente estudar. É tão legal quando todo mundo da escola colabora com a gente! Mas a gente ainda não está conseguindo se concentrar no estudo, porque todo mundo só quer ficar grudado no vidro, olhando o terrário… 🙂

DIÁRIO DO PROJETO – DIA 5 – 02 DE SETEMBRO DE 2011

Atividades – Observação do Terrário

Hoje todo mundo ficou um pouco preocupado…

Foi assim: ontem a Karina estava doente e não veio pra escola, e nós não tivemos aula na nossa sala. Então o terrário ficou sozinho.

Aí hoje, quando a gente chegou, a terra estava meio seca; algumas plantas estavam murchas, e a Karina achou que seria melhor a gente fazer chover no terrário. Já que não vamos deixar ele fechado, precisamos lembrar de molhá-lo com mais frequência.

A Ludmila trouxe em uma caixinha de fósforo uma nova moradora pro nosso terrário – uma joaninha! Ela é bem linda, verde com bolinhas pretas. A gente colocou ela lá dentro e logo ela ficou amiga dos tatuzinhos. Ela tentou escapar, a Rafaela até achou que ela tava com saudade do jardim dela… Mas logo ela voltou pra terra e ficou lá, com os tatuzinhos.

Vamos ver se no final de semana o terrário vai ficar legal… Esperamos que na segunda-feira todos os bichinhos e plantas estejam bem!

Anúncios

Comentários em: "BICHINHOS DE JARDIM – BEM PERTINHO DE MIM! PARTE II" (2)

  1. Maria isabel Abrantes disse:

    Parabéns, criançada e professores! Muito divertido aptrender dessa forma, hein!!! Beijos a todos!

  2. Uma delícia ler esse diário de vcs!!! Fico aqui imaginando a alegria, a curiosidade que este projeto está provocando em cada um e cada uma , nas crianças e nas pessoas grandes da escola. Parabéns Ká! bj e sdds de vcs.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: