EMEI Jardim Monte Belo – um lugar pra ser feliz!

Arquivo para março, 2012

CARTA ABERTA AOS CIDADÃOS BRASILEIROS

Há muitos anos temos escola pública em nosso país, um espaço onde todos podem estudar sem pagar, independente de sua religião, condição de saúde, raça, classe social. Uma escola com acesso a TODOS.

Então, por que ainda temos tantas crianças sem vaga nas escolas de nosso bairro? Por que tantos jovens desistem da escola antes de concluir seus estudos? Por que tantos adolescentes saem do Ensino Fundamental sabendo apenas assinar seu nome? Por que as vagas de alfabetização de adultos estão cada vez mais escassas, se ainda temos tantas pessoas adultas sem saber ler nem escrever? Por que ainda temos tantas crianças – deficientes, miseráveis, indigentes, moradoras de rua – fora da escola?

A escola pública surgiu para que todos fossem iguais em direitos, e tivessem um ensino de qualidade; um espaço de convivência, de paz, de aprender muitas coisas sobre o mundo e sobre a cultura. Um espaço onde a vida acontece e onde se prepara para a vida.

Então por que tantas famílias, quando possível, preferem colocar seus filhos em escolas particulares? Por que os educadores têm de lidar com a violência e o tráfico de drogas dentro da escola? Por que as professoras têm salas com 35 crianças pequenas, 40 crianças maiores para ensinar e cuidar sozinhas?

A escola pública conta com o apoio do governo oficial, que por meio de impostos recolhidos dos cidadãos, a constrói, sustenta e modifica para melhor, com transparência e compromisso.

Então, por que estamos em abril e não temos ainda material escolar e uniforme para as crianças? Por que nem sempre a merenda é suficiente? Por que nem todos os cidadãos sabem o que acontece com as verbas destinadas à educação? Por que temos escolas sem espaços adequados, sem salas de apoio, sem material suficiente, sem acessibilidade aos deficientes? Por que se gasta milhões com terceirizações de serviços e não se abrem concursos públicos para provimento de cargos de apoio?

Na escola pública trabalham educadores – servidores públicos, concursados, a quem o governo paga salários e benefícios, e oferece formação para que sejam profissionais cada vez melhores.

Então por que a cidade mais rica do país paga salários tão defasados a seus professores graduados e formados? Por que alguns profissionais do quadro ganham menos que um salário mínimo? Por que os educadores quase não têm cursos de formação e atualização? Por que não temos mais jovens que sonham  ser professores? Por que professores são vistos como coitados, desvalorizados pela sociedade? Por que tantos educadores estão em licença médica, doentes de depressão e estresse? Por que professores têm que trabalhar em duas e até três escolas, muitas vezes fazendo turnos de 16 horas diárias, para conseguir sustentar suas famílias?

A escola pública está longe de ser uma escola para o POVO. E é o povo quem precisa ajudá-la a se tornar aquilo que precisa ser! E o momento propício é este, quando estamos prestes a entrar em um processo eleitoral e temos o direito e dever de cobrar dos que nos governam resposta para essas perguntas!

Nós, educadores ( professoras, agentes escolares, auxiliares, gestores ), estamos parando em greve e protesto a tudo isso nos próximos dias 02, 03 e 04 de abril, cobrando do governo que abrace a escola pública e se esforce para resolver todas essas questões e muitas outras. A comunidade também precisa dar esse abraço na escola pública e exigir que o governo não a abandone mais!

 

CONSELHO DE ESCOLA 2012 – GESTÃO IPÊ

Quando um grupo de pessoas bem intencionado e disposto se reúne para fazer algo, muita coisa boa pode acontecer. E é assim, com esse espírito de colaboração, boa vontade, respeito, entendimento e luta, que estamos constituindo mais um grupo de Conselho de Escola para a EMEI Jardim Monte Belo – Gestão Ipê – 2012.

No último sábado, dia 10 de março, realizamos a eleição final e posse dos novos membros. Foi uma reunião muito gostosa de pais, mães, familiares, professoras, agentes de apoio, diretora, coordenadora e membros da comunidade que toparam o desafio de doar seu tempo, seu esforço, suas ideias para melhorar a qualidade da educação que oferemos para as nossas crianças.

Seguimos os passos dos que vieram antes de nós, e há tanto tempo têm lutado para construir um Conselho de Escola de verdade – atuante, sério, onde todos podem falar, expressar suas opiniões, serem ouvidos. O Conselho não deve existir apenas para aprovar propostas prontas  e nem para servir a assinatura de papéis e encargos burocráticos. É um espaço de formação pessoal e social que nos torna pessoas, educadores, pais e cidadãos melhores.

No Conselho de Escola falamos sobre o conserto das lâmpadas, mas também sobre o nosso projeto pedagógico. Decidimos sobre a festa junina, mas também falamos sobre sustentabilidade e meio ambiente. Tomamos decisões sobre o uso das verbas, mas também nos posicionamos sobre as políticas públicas para a educação. Estudamos o calendário escolar, mas também ficamos por dentro das notícias sobre nossa cidade e sobre a educação. Fiscalizamos as contas da escola, mas também falamos sobre o emprego de verbas para a escola pública. Decidimos sobre o empréstimo do prédio da escola, mas também falamos sobre a comunidade e como podemos trazê-la para mais perto. Confraternizamos, nos conhecemos melhor, discutimos, resolvemos impasses, nos unimos, rimos, lamentamos juntos. E esse grupo, a cada ano, se mostra mais forte e habilidoso, crescendo em cidadania e participação.

Este é o grupo Ipê, que arregaçará as mangas e trabalhará para representar todos os educadores e famílias da EMEI durante o ano de 2012. Mais que uma escola melhor, queremos um mundo melhor. E nossa árvore está florida e forte como nunca!

CONSELHO DE ESCOLA – GESTÃO IPÊ – 2012

Segmento Famílias

Márcia – Mãe da Daniella ( 6C )

Diana – Mãe do Donathan ( 6C )

Maria Ivanir – Mãe do Francisco ( 6B )

Terezinha – Mãe do Ruan ( 5A )

Ana Cleide – Mãe do Vinícius ( 5A )

Rosineide – Mãe da Nicole ( 5B )

 Elineide – Mãe da Giovana ( 6B )

Marciana – Mãe do Herick ( 6A )

Maria Josefa – Mãe da Alexandra ( 6A )

João – Pai do João Vítor ( 5D ) ( Suplente )
Segmento Professores

Professora Karina Cabral – 5A ( Presidenta )

Professora Valéria – 5D ( Vice-Presidenta )

Professora Priscila – 6

Professora Sílvia – 6C

Segmento Equipe Técnica

Regina – Diretora

Meire – Coordenadora

Segmento Equipe de Apoio

Paula – A.T.E. – ( Secretária )

Maria – A.T.E.

Nuvem de tags