EMEI Jardim Monte Belo – um lugar pra ser feliz!

Arquivo para dezembro, 2012

QUAL FOI O PRÊMIO MESMO ?

SALA SAO PAULO

Nesse segundo semestre a Profª Karina dos Santos Cabral recebeu das mãos do prefeito de São Paulo e da secretaria de educação o prêmio PROFESSOR EM DESTAQUE 2012. Ela concorreu com muitos trabalhos e milhares de profissionais da rede municipal, ficando sua ação com as crianças pequenas dessa escola, entre as 3 melhores de São Paulo.

Sabe quando você quer escrever uma coisa especial, que realmente expresse toda sua alegria e contentamento e que possa partilhar com as pessoas que leiam aquela emoção, aquele agradecimento pelas pessoas maravilhosas que Deus colocou para trabalhar do seu lado, mas não sabe como dizer?

Pois é….foi exatamente isso que aconteceu comigo quando decidi falar desse prêmio e dessa pessoa e profissional tão especial, que faz parte de uma equipe maravilhosa com quem divido minha caminhada na educação das crianças pequenas.

Só sei que fui convidada para a cerimônia e observei a profª Karina Cabral, linda e radiante, naquele belíssimo palco da Sala São Paulo, sendo homenageada e recebendo uma condecoração e um pequeno prêmio em dinheiro (que ainda não foi pago…rs…mas que será um dia ..tomara…rs).

Olhando aquela homenagem fiquei me perguntando se foi mesmo esse o maior prêmio da escola e da profª Karina.

Sem dúvida foi um prêmio merecido por seu trabalho primoroso com os pequenos e toda equipe se orgulhou de nossa parceira tão querida. Foi o reconhecimento a seu trabalho cuidadoso e desafiador, que vai dia a dia sendo construído para e com as crianças. Crianças que aprendem felizes e que nos surpreendem sempre de tão espertas.

A premiação foi motivo de muito orgulho para todas nós. Falamos para os amigos, sentimos nossa autoestima como profissional aumentada e agradecemos por fazer parte dessa equipe, que tem tanta gente preocupada e envolvida para sempre fazer o melhor pelas crianças.

Fizemos uma faixa pequena em comemoração, não por não querermos uma gigantesca, mas porque nos faltava dinheiro para tal. Resolvi então escrever algo no blog para parabenizar a Karina.

Mas continuava sem saber como fazer isso.

Fui então fazer um levantamento sobre os prêmios, os trabalhos apresentados nos congressos, as aulas que as educadoras dessa escola deram a outros profissionais da área de educação, falando sobre seu trabalho aqui na EMEI Jardim Monte Belo, etc…

Descobri muitos trabalhos deste e de vários anos , de diferentes educadoras, que realmente mereciam especial destaque. Porém, isso ainda não me parecia suficiente para falar do valor do trabalho que essa equipe desenvolve aqui atualmente com as crianças pequenas e suas famílias.

Falar disso tudo ainda não me parecia suficientemente valoroso para comemorar um prêmio tão importante. Um dilema….

Fiquei pensando nisso muitas vezes e escrevi vários textos, mas nenhum foi bom o suficiente.

Hoje então, resolvi que já era passada a hora e que iria escrever de uma vez, mesmo que não desse conta da tarefa com o brilhantismo que a ocasião merecia.

Nesse momento lembrei-me que, entre muitas, presenciei recentemente 5 situações que me contaram, sem nenhuma formalidade, do tanto de prêmios que essa professora e também essa equipe merecem por realizarem um trabalho de tamanha qualidade, apesar de todas as diversidades da escola pública, ainda mais as que localizam-se na periferia e que tem menor atenção do poder público.

As situações que vou contar agora são reais e cada uma delas mostrou-se como mais do que um prêmio para mim……

1-    Chegou na escola um rapaz que conserta computadores em várias escolas da rede municipal. Enquanto ele realizava  seu trabalho ele me olhou bem nos olhos e disse:

– “essa escola é muito diferente das outras que eu vou”

Fiquei muito curiosa com o comentário e perguntei se ele ia apenas nas escolas das crianças maiores. Ele continuo olhando na tela e me falou:

– “não, eu vou a muitas EMEIs também, faço isso há 4 anos, mas as vezes fico olhando as crianças e só aqui vejo-as mais tranquilas, felizes e dando muita risada. Acho que elas devem ser muito felizes aqui. Acho que se eu fosse criança, queria estudar aqui”

Nossaaaaaaaaaaaaa ….fiquei paralisada e emocionada com aquilo…e pensei…é, ele tem razão…elas são felizes aqui…. e nós educadores também somos muito felizes aqui……

2-    Um menino veio para a escola essa semana com alguns pontos embaixo do braço, fruto de uma arte que tinha feito no fim de semana. Quando percebemos a situação fomos ligar para a família avisando que seria perigoso ele permanecer na escola naquelas condições. Ao ser informado que teria que ficar em casa alguns dias ele chorou, esperneou e não queria de modo algum sair da escola. Ele falava que não estava doendo, que ele podia brincar com calma, que gostava de ficar em casa sim, mas que adorava vir na escola e brincar com a professora e os amigos…..foi um trabalho danado da escola e da família convencê-lo a ir embora nesse dia….e mesmo assim ele ainda saiu contrariado…..

3-    Duas crianças conversavam no canto do corredor:

-“ aqui é legal né

– é o melhor lugar do mundo

– eu molhei todo meu pé e o braço também

– eu molhei o braço o pé e fiz um bolo gigante de chocolate, mas era de areia (rindo muito)

-amanha você vem né

-se a minha mãe não inventar de me levar pra casa da Ana…tomara ela não invente isso.. e a gente brinca de novo né….”

4-    Ouvi uma mãe me dizer: Meire você sabia que a maior parte das crianças que está ganhando os campeonatos de xadrez, lá no ensino  fundamental, concorrendo com mais de 50 escolas, foram crianças que estudaram aqui ? Acho que tem alguma coisa aqui que ensina as crianças a pensar…..

5-    Ontem uma professora escreveu na avaliação : “ desde que comecei a trabalhar na educação infantil sempre imaginava as crianças com mais liberdade para fazer suas criações, sem que antes fossem estabelecidos cada um de seus passos…porém, antes de chegar até essa escola  eu não tive a oportunidade de aplicar o que defendia, pois as outras escolas apresentavam uma linha de trabalho muito tradicional, com pouca abertura para ouvir as crianças “ Eu, lendo isso pensei…é mesmo…que ótimo isso…. as crianças aqui são ouvidas realmente e suas opiniões e propostas são levadas a sério, como merecem todos os humanos, grandes e pequenos.

No final, me lembrei de que recebemos muitos prêmios todos os dias: no apoio que as famílias das crianças dão ao nosso trabalho, das colegas que são de outras escolas mas conhecem e valorizam nossas ações, das colegas de dentro e de fora da escola que nos ajudam sempre a melhorar, das comissões científicas dos congressos e simpósios, nacionais e internacionais,  que nos pedem para falar o que fazemos, como e porque fazemos, da prefeitura que nos entregou já, por duas vezes um prêmio de reconhecimento como o desse ano da professora Karina Cabral,

mas…..

pensando bem….

muito bem…..

nosso maior prêmio……..

o que mais vale……….

foi, e sempre será o sorriso e o maravilhamento das crianças….

e a vontade que esses meninos e meninas  tem de voltar pra essa escola no dia seguinte.

  Parabéns profª Karina Cabral, parabéns equipe…

                   Vocês fazem a diferença !!!!!

Por Meire Festa

Nuvem de tags